Cornish Rex, Gato com Pêlo Crespo

Publicidade:

Em sua aparência podemos dizer que o gato da raça Cornish Rex tem um corpo um tanto magro, e pesa entre 2,5 kg no máximo 5 kg, ele conta com suas patas longas, retas e finas, além de um dorso extremamente arqueado, uma ossatura muito mais fina e uma musculatura forte e potente para escaladas.

Sua cabeça surge de forma relativamente pequena e mais longa do que larga e possui um formato ovalado. Suas orelhas são grandes, cônicas e também largas.

Todas as cores de olhos e de pelagem são aceitas, além disto a sua variação com motivo siamês é chamada de Si Rex.

A saúde e a predisposição das doenças

Existem muitos casos onde os gatos da raça Cornish Rex que sofrem de hipotireoidismo, hipotricose e também a peritonite infecciosa felina.

De forma oficial este gato não possui uma predisposição a outros tipos de doenças.

Cuidados com o felino desta raça

Como cuidados com um felino desta raça é importante principalmente se realizar uma boa escovação semanal, além disto é interessante manter a sua vacinação e vermifugação em dia, além disto é importante seguir orientações de médicos veterinários indo pelo menos a cada seis meses para verificar a sua saúde.

É importante também se realizar limpezas semanais em seus ouvidos utilizando sempre produtos próprios para esta finalidade, o que se pode encontrar em pet shops. Evite expor este felino em frio excessivo.

O temperamento da raça

O Cornish Rex é um felino que possui um temperamento um tanto pontual, eles adoram crianças, cães e também outros gatos. Vivem muito bem em apartamentos e não precisam de grandes espaços para viverem. Eles ainda são animais de estimação perfeitos para quem procura por um bichinho ativo e que participa de brincadeiras. Gostam de estar no meio de tudo e também de chamar a atenção.

São animais bem humorados, vivos, palhaços e agitados. Adoram brincadeiras principalmente quando o assunto é se buscar objetos arremessados, tanto que poderão até mesmo brincar sozinhos utilizando as patas para lançar objetos e a boca e as patas para os pegar de volta.

Não gostam de longos períodos de solidão e por isso precisam da companhia de um outro animal se ficarem sozinhos.